sábado, 15 de agosto de 2015

Ser solteiro

Ser solteiro não é um problema. Muito menos uma solução. Solteiro é o estado – escolhido ou não por alguém – de se construir sem ajuda de um par. Não é um martírio. Nem mesmo o fim do mundo. É uma oportunidade de encontrar em si mesmo uma boa companhia. Acredito que antes de ter o outro, a tampa da panela, a metade da laranja, o príncipe ou princesa encantados, é necessário ter-se integralmente. Saber-se de cor e salteado. Aí sim qualquer relacionamento pode dar certo e se não der, ao menos os sentimentos não estarão tão frágeis. E enquanto ser solteiro for a única opção é preciso degustar esse estado com bastante calma. No fim há de se descobrir que ele nem tem esse gosto tão amargo que dizem por aí.

(Grazielle Santos Silva)

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Por uma vida sem excesso de bagagem

Por uma vida sem excesso de bagagem, repense seus atos, hábitos e conceitos. A viagem é única e não vale a pena carregar pesos desnecessários. Esqueça metade dos seus problemas. Uma parte deles realmente existe, mas o resto com certeza deve ser criação de sua imaginação. Reserve um tempo só para você. É indispensável se conhecer e se reconhecer para seguir adiante. Deixe as mágoas de lado. Elas geralmente são os itens mais pesados e acabam ocupando muito espaço. Então simplesmente livre-se delas. 

Ame. Não tenha medo. Talvez você não acredite, mas amar traz mais vantagens do que malefícios. Traga sempre consigo a confiança e a esperança. No entanto use-as com parcimônia. Na medida certa elas lhe ajudarão a levantar das piores quedas. Sim! Você vai cair. Isso é inevitável e necessário. Mas aprenda firmar o corpo. Não deixe que qualquer contratempo te derrube assim tão facilmente.

Permita-se. Não aceite que os outros digam o que você deve ou não fazer (ou ser). Opiniões são sempre bem vindas, podem ser escutadas e analisadas, mas lembre-se: nenhuma imposição, regra, livro de autoajuda ou textos como esse que você acabou de ler têm a direção certa a ser seguida. 

Você é seu guia e merece aproveitar cada pedaço dessa jornada à sua maneira e sem nenhuma moderação.

(Grazielle Santos Silva)

Ouse ser você

A gente aprende a ser comedido. Não contrariar os outros, as normas e obedecer sempre, ainda que não compartilhe da mesma opinião. A gente é ensinado a deixar-se de lado e pensar no todo o tempo todo. Esquecer-se pouco a pouco todo dia para o bem comum. Fazer o que não agrada para garantir a estabilidade. Os desejos, anseios, opiniões ficam de lado, abafados, guardados a sete chaves. E agir de forma contrária é pura ousadia. Como se ousar fosse um crime.

No entanto, acredito que a ousadia é uma dádiva. Ousadia é ser você todo dia, de forma autêntica, como só você sabe ser. Ousadia é correr atrás dos seus sonhos e não os deixar morrer ainda que precise mudar o percurso: porque seus sonhos são parte de você e abrir mão deles é abrir mão de si mesmo. Ousadia é a permissão que você dá a si mesmo de arriscar, tentar, errar, acertar e conseguir.

Sendo assim, ouse... para ser inteiro! Porque no fim das contas, é preciso ousadia para viver.

(Grazielle Santos Silva)

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Dia dos Namorados

poster do filme Para Sempre
Gosto do dia dos namorados. Por mais que seja uma data meramente simbólica (e comercial) e que devesse ser comemorada todos os dias, ainda acho válida sua celebração. Porque às vezes, na correria diária, os momentos especiais são tirados da lembrança. E então o instante em que os olhares cruzaram pela primeira vez é esquecido, assim como as longas crises de risos sem razão e outras tantas ocasiões que faziam o casal tornar-se leve e único. Daí, seja em 14 de fevereiro ou 12 de junho, os casais são levados a repensar o que os une. E ao reviver os sentimentos ou declarar paixões é que a mágica acontece. Afinal esse é o dia para celebrar aquilo que os tornou namorados.

(Grazielle Santos Silva)

* Pôster do filme "Para sempre", que está em cartaz. Ainda não vi... mas me apaixonei pela sinopse.

Namorar é...

Poster do fime Blue ValentineNamorar é gostoso. Tem sabor de pizza de calabresa, pipoca com cinema e sorvete em dia quente. Namorar é estar junto mesmo quando o tempo ou a distância não ajudam. A presença física é até muito importante, mas estar junto vai além: é uma conexão de corpo e alma. Namorar é encontro de mãos, corpos, bocas e, em alguns momentos, é desencontro de pensamentos, ideias e vontades. Afinal, concordar com o outro em absolutamente tudo seria praticamente namorar a si mesmo e acabaria em tédio. Namorar é saber dosar paixão e sossego. Porque tranquilidade demais leva à monotonia. E paixão em demasia leva à obsessão. Namorar é discutir a relação quando ela sai dos trilhos. E fazer as pazes em grande estilo quando tudo volta ao eixo. Namorar é dengo. É aconchego, carinho, cuidado, atenção. É aprender. É esforçar, compreender, abdicar, envolver-se, surpreender, dedicar, amar... E há infinitos outros verbos, advérbios, substantivos e adjetivos que descrevem direitinho o que é namorar. Tudo isso para dizer que namorar é muito bom. E namorar quem a gente ama, é melhor ainda.

(Grazielle Santos Silva)

*Pôster do filme "Blue Valentine". Adorei o trailer mas o filme é um tanto depressivo (como tinham comentado). Além do mais, achei os flashbacks um tanto confusos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...